Devagar no centro do fogo - 10



entra devagar no centro do fogo

guarda para dias mais trémulos e inseguros
as perguntas os medos a dor
que sobra sempre do desejo

entra como quem morre no centro do fogo

e bebe a cinza
que desenha os contornos da cama
onde os joelhos se despem do frio
que os prende à terra

entra como quem arde no centro do fogo

e deita na água do meu corpo
as sementes acesas no tempo
que por única herança terás de mim

entra devagar no centro do fogo

e
lavra-me

ALICE VIEIRA
Dois corpos tombando na água
Ed. Caminho


voz - Cristina Paiva

música - Passengers

sonoplastia - Fernando Ladeira

desvendado - Sofia Pereira

2 comentários:

  1. ALice Vieira.
    Sofia Pereira

    ResponderEliminar
  2. Parabéns, parabéns!
    É dela sim. E lá vai mais um pontinho, eh eh.
    Beijos.
    Cristina

    ResponderEliminar