Não quero, não




Não quero, não quero, não,
ser soldado nem capitão.

Quero um cavalo só meu,
seja baio ou alazão,
sentir o vento na cara,
sentir a rédea na mão.

Não quero, não quero, não,
ser soldado nem capitão.

Não quero muito do mundo:
quero saber-lhe a razão,
sentir-me dono de mim,
ao resto dizer que não.

Não quero, não quero, não,
ser soldado nem capitão.


EUGÉNIO DE ANDRADE
Aquela Nuvem e Outras

voz - Cristina Paiva

música - W. A. Mozart

piano - Klára Wurtz

sonoplastia - Fernando Ladeira

1 comentário:

  1. já adicionei este blogue aos meus favoritos. felicidades!

    ResponderEliminar